A história da Música Country

A história da música country, tal como é conhecida atualmente, começa no sul dos Estados Unidos há quase um século, na década de 20. O “country” é identificado como uma música rural, tradicional e que preserva valores e costumes antigos. Aa suas músicas são principalmente baladas e temas mais dançáveis inspirados em danças antigas (o honky tonk, a quadrilha, etc.). O banjo, a harmónica, a guitarra (acústica e depois elétrica) e o violino são alguns dos instrumentos mais habituais. Ray Price, Conway Twitty, Merle Haggard e o legendário Johnny Cash são alguns dos grandes nomes que fizeram a história do “country”.

Os “Alabama” merecem também destaque ao se tornarem a primeira banda “country”, nos anos 80, o que até então se pensava que não teria jeito, pois a tradição apontavam para músicos a solo. Alguns anos antes, Charley Pride também fazia história como o primeiro intérprete afro-americano de uma “música de brancos”.

O country moderno

Ao longo de um século, esse estilo de música tradicional soube se reinventar. Na viragem do milênio, Shania Twain promoveu uma ligação forte entre o country e a pop; seu tema “That Doesn’t Iguitar-1139397_960_720mpress Me Much” conquistou as lideranças dos tops em vários países. Mais perto do presente, o início de carreira de Taylor Swift trazia toda sua influência country, nos instrumentos utilizados, nos temas e na estruturas das canções. Mesmo que os puristas do country apontem que Swift “sempre foi pop”, temas como “Tim McGraw” ou “Teardrops on My Guitar” mostram bem o caminho da jovem americana fez.

Ligações à música sertaneja

A origem social e cultural da música sertaneja brasileira e da música country americana é claramente semelhante; é a música do grande sertão rural, das tradições e costumes antigos de povos que vêem crescer a influência cultural das grandes cidades e do modernismo. É certo que a influência do country se refletiu no sertanejo, por força da exportação da cultura “gringa” no Brasil, mas não tem outras relações; a “embolada”, o fado português e os cantos tradicionais de diversas regiões do Brasil (Mato Grosso, além do Nordeste) são os seus antepassados diretos.