Falando em números, a música pop é sem dúvida a que consegue conquistar o maior número de pessoas. Qualquer estilo musical, quando deixa o local onde foi criado (uma região, um país, um “ghetto”) para se tornar “mainstream”, adota características da música pop. Os críticos apontam que os maiores sucessos pop são, muita vezes, de menor qualidade musical. Mas como é que a música pop é construída para ter todo esse sucesso?

Influência do grupo

Qualquer referência cultural funcio603_2500_1_7531_2626_7627na por imitação dos nossos pares, daqueles de quem gostamos ou com quem nos identificamos. Se essas pessoas disserem que algo é bom, a probabilidade de nós virmos a gostar disso aumenta. No caso da música pop, esse efeito é ainda mais forte.

Quando uma música é lançada pela indústria musical, vem na sequência de músicas e sucessos anteriores; a indústria avalia aquilo que teve sucesso, ou não, e aí procura “adivinhar” qual poderá ser o próximo sucesso. A repetição nas rádios ou na internet facilita que grupos sociais conheçam a música e a partilhem junto dos seus amigos.

Essa não é uma ciência exata, claro, e nem todas as músicas nem todos os artistas conseguem o mesmo sucesso ou influência. Mas existem algumas explicações lógicas e que permite fazer previsões mais aproximadas.

Construção da música

  • Acordes: a música deve ser em escala maior, associada a mais alegria e felicidade que a escala menor.
  • Ritmo: é fato que as músicas pop de maior sucesso, desde os anos 1960, se têm mantido nas 120 batidas por minuto (bpm). Esse ritmo é adequado para música dançável e com muita energia.
  • Estrutura da música: a forma como a música pop é construída é tão repetida que a Wikipédia em inglês tem um artigo sobre o tema. O esquema é introdução, versos 1, refrão, versos 2, refrão, instrumental, refrão, e refrão (em fade out).
  • Melodia: deve ser simples e baseada na repetição e memorização fácil de um “riff” ou de uma frase. Pode ser “we are the champions” (Queen), ou riffs inesquecíveis como os de Smell Like Teen Spirit (Nirvana) ou Bittersweet Symphony (Verve).